Photo

O palco faz um diferença enorme para apresentação ao vivo. Como banda (in)dependente, tocamos em diversos tipos de espaços: sujos, limpos, improvisados, planejados, com bons equipamentos…as vezes até tocar com o baixo plugado em amplificador de guitarra. Sim, isto faz parte de uma banda (in)dependente e aqueles que não estão preparados para isto, desista. Ou tenha muito dinheiro para comprar espaço. 
No dia 13 de agosto de 2014, tocamos no evento da Semana do Rock em Osasco, no mesmo palco que a banda Noturnall do Aquiles Priester, grande baterista do Angra. A qualidade dos equipamentos e do pessoal da mesa de som, fez com que nossa apresentação fosse realizada da melhor maneira possível, pois o palco nos deu a oportunidade de mostrar o melhor que temos. Sim, um bom palco faz a banda aparecer e mostrar todo o potencial que ela tem. É importante estar preparado para estes momentos, pois para uma banda (in)dependente, não é todo dia que temos a oportunidade de nos apresentar em um palco profissional. 

Faça por merecer o palco que você pisa, seja ele qual for. Se for de alta qualidade, se entregue sem limites!

Photo

Esta cena define o Stoneria, define o Rock’n’Roll, atitude e o laço de irmãos. Esta foto foi tirada no Osasco do Caos Festival. Um olhar peculiar do nosso amigo Adriano Tavares Soares do PATOTAS ROCK. Tocar em uma banda está além de grana e fama…este é o motivo de tocarmos.
Seja um viciado em rock, seja um viciado na banda Stoneria.

Photo

Existem locais em que uma banda se sente em casa, nós podemos dizer que o estúdio do Lau é a nossa casa. Na entrada você se depara com uma mesa de sinuca, geladeira com cerveja, quadros com capas de LP’s de grandes bandas como ACDC, Lynyrd Skynyrd, Metallica, Guns N’ Roses, Black Sabbath…um estúdio de Rock. O Stoneria começou ensaiar no Lau Estúdio ainda no princípio, quando tinha somente uma sala de ensaio/gravação (a sala menor), cujo telefone era discado com batidas no gancho. Algo próximo ao código morse. Hoje, a história é outra.

Ali você vai encontrar um dono que não segue o establishment ou que gosta de Fufaiters, mas sim um grande urso. Roqueiro, pai, músico, empresário, louco…uma figura carimbada na região.

Um estúdio onde é a casa do Stoneria.

Video

Na exposição do David Bowie no MIS em SP, logo de início deparamos com a seguinte frase “a terra é azul e há nada que eu possa fazer”. Profético lançamento antes do homem pisar na lua? Isto não é nada. Ator, compositor, pintor, diretor, modelo…entre outros pontos que fazem dele um artista completo, ou até mesmo mais do que completo. Bowie chegou a utilizar um computador para criar frases aleatórias para compor suas canções, podendo alcançar novas formas e modelos de utilizar as palavras. Fã do escritor Yukio Mishima fez quadros em homenagem ao gênio da literatura. Muito antes de Marlyn Manson pensar em chocar o público, Bowie já se declarava bissexual no seu estilo andrógino para uma geração muitas mais conservadora do que hoje na década de 60/70. Se você ainda não escutou nada de Bowie, bom, é uma pena.

Photo

Mais um show do Stoneria! Desta vez no festival Pomba Rock no dia 03/05!

Photo

Foi a primeira vez que nosso time fez um show em um moto clube, nada melhor do que ser na casa dos Abutre’s para este começo. Sim, foi como tocar em casa. Moto, roupa preta, rock, cerveja, rock e mais rock. Não foi somente fazer um show, mas respirar todo um ambiente que é puro Easy Rider. Ver um filme é uma coisa, mas fazer parte é outra coisa!

Audio

Quase 9 meses depois de gravar no Estúdio El Rocha, lançamos nosso primeiro disco. Por incrível que pareça, gravar foi a parte mais rápida, pois em 6 dias de gravação o disco inteiro ficou pronto. Todo o tempo restante foi para masterizar, mixar, criar a capa, definir planos e estratégias…e mesmo assim algumas coisas precisam ficar para depois, para não deixar o trabalho na gaveta.
Sim, ser independente leva tempo!

Fonte: SoundCloud / stoneria
Photo

Hoje, mais um dia de ensaio no Lau Estúdio. Enquanto deixamos o local, outras bandas se preparam!

Photo Set

Capa do novo disco do Stoneria. Com arte de Gabriel Cainê, este trabalho começo no papel e nanquim.e representa aquilo que somos: alienígenas, vivemos em outros planetas, esperamos pelo disco voador e o olho que tudo vê, aquele que o poder está acima de tudo e de todos. E você, acredita nele?

Video

Nossa ultima música antes do lançamento do disco. D.4 foi gravada com uma grande quantidade de fuzz, inclusive com pedal handmade em lata de sardinha. 

Provavelmente, a música com maior distorção do nosso primeiro disco. Gravado no estúdio El Rocha por Fernando Sanches, este é a nova face do Stoneria.